Eventos: Comunidade de Leitores Culturgest – Entre dois Mundos

entre-dois-mundos

A comunidade de leitores da Culturgest inclui, na sua programação, a literatura de horror, incidindo, durante o mês de Janeiro, no excelente Santuário de Andrew Michael Hurley, publicado recentemente em Portugal pela Bertrand. O evento carece de pré-inscrição que podem fazer conforme indicado na página oficial. Abaixo o texto que acompanha o anúncio bem como a programação para os próximos meses:

O estranho, o fantástico, o bizarro poderão estar afastados do nosso quotidiano, neste mundo pragmático e realista em que (quase) todos vivemos. Considerado como uma categoria bem definida, principalmente no Cinema, o Terror, embora muito popular, está normalmente contido dentro das fronteiras de um género específico que, em Literatura, remete para o que foi cunhado de “gótico”. Mas os nossos sentidos não desdenham de um bom calafrio, de um susto inesperado que façam emergir a nossa atávica ligação ao “folclore” (folk-lore). Embora os fantasmas e outras aparições funestas tenham sido maioritariamente relegadas para os jogos de computador e para as séries televisivas, a história da Literatura, principalmente a partir do Romantismo, continua a explorar um certo tipo de imaginário, aquilo a que Sigmund Freud chamou de “unheimlich“, ou seja, o que não é familiar, o que se encontra “entre dois mundos”, entre a luz e a sombra, entre o racional e o irracional, entre o que é explicável e o que é inexplicável. Neste ciclo de leituras, tentaremos perceber em que espaço nos movimentamos quando deparamos com situações tão estranhas como o fanatismo religioso no recente romance de Hurley, as perturbações da infância e adolescência em James, a estranheza de “ser diferente” na sulista O’Connor, os truques mágicos e satíricos de Sena, a hilariante e elegante paródia fantasmagórica de Wilde ou o exemplo do “gótico” sofisticado de Brontë. Um ciclo que não é uma viagem no comboio fantasma mas que promete brumas, catacumbas, ranger de portas, correntes de ar maléficas, aparições, donzelas em perigo e um ou outro arrepio de desconforto.

Helena Vasconcelos

Programação

12 de janeiro – Santuário, Andrew Michael Hurley, ed. Bertrand

26 de janeiro – O Aperto do Parafuso (ou O Calafrio, ed. Europa-América),
Henry James, ed. Sistema Solar

9 de fevereiro – O Físico Prodigioso, Jorge de Sena, Guimarães editora

23 de fevereiro – O Céu é dos Violentos, Flannery O’Connor, ed. Relógio D’Água

9 de março – O Fantasma de Canterville, Oscar Wilde, Porto Editora

23 de março – Jane Eyre, Charlotte Brontë, ed. Relógio D’Água

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s