The wicked + the divine – vol.2 – Gillen McKelvie e Wilson Cowles

Não, não achei que o primeiro volume fosse excelente. Apesar das diversas críticas positivas, não consegui fascinar-me pela premissa – os deuses estão entre nós, renascendo ciclicamente. Nesta era há uma vantagem que poderá transformar o curso da história dos deuses, uma catalisadora de poderes que poderá acelerar o seu surgir para que as divindades os consigam aproveitar no curto tempo de vida que possuem. Pois é – os deuses não só são mortais a cada ciclo, como têm um curto prazo de validade.

Tratados como estrelas pop, os deuses, são, na prática, um conjunto de adolescentes deprimidos pelo seu prazo, despreocupados com os que os rodeiam e sem um propósito claro para os poderes que possuem. Quando Lucifer é morto, sem se perceber por quem, adensa-se o mistério em torno das divindades e da personagem que parece estar a controlar os acontecimentos na sombra.

Entretanto, alguns seres humanos comuns juntam-se a estas divindades reveladas com o intuito de desenvolver uma investigação em torno da morte. As pistas indicam o grupo de fãs que se junta em torno dos deuses como se tratassem de estrelas de cinema ou de música, existindo, até, uma variação de CON para recolher assinaturas e assistir a palestras sobre os deuses.

Apesar da boa premissa e dos vários elementos que, no ponto certo, criticam a sociedade humana, parece-me faltarem alguns pontos narrativos para tornar a série mais interessante – talvez mais personagens ou mais acção. Existem alguns episódios reveladores que cativam o leitor mas a narrativa centra-se numa jovem comum fascinada pelos deuses que acaba por conhecê-los e suspirar pela sua vulgaridade.

 

Mas julgo ser esta quase normalidade, em contraste para com os deuses embirrentos (alguns deles, pelo menos) que torna esta série diferente das normais histórias de jovens com poderes (super-heróis). Já o final deste volume surpreendeu – pela negativa e pela positiva – ao seguir um rumo expectável numa componente, e ao premiar este episódio, quase banal pela sua previsibilidade, com uma reviravolta brutal. Sim, o meu sentimento final é dúbio.

 

Outros volumes da série

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s