Uma Aldeia Branca – Tomeu Pinya

Numa ilha quase perdida, de ritmo pausado, numa aldeia branca, existe um pequeno bar onde se revelam várias histórias de vida, algumas fantásticas, outras ficcionais, que vão servindo como paga para mais uma noite no quarto disponibilizado por Rafa, o dono do bar.

Consoante o espírito de cada história é-lhe colado um estilo diferente, uma representação que faz justiça a outros autores e que se lhe adequa. É fácil identificar o estilo de Toppi numa história mais exótica, uma belíssima imitação, mas noutras será mais difícil, até por desconhecimento dos autores que pretende representar.

Não se tratam, no entanto, de trechos isolados – entre as histórias contadas seguimos as mesmas personagens que cruzam caminhos e evoluem, algumas usando a ilha como refúgio temporário, outras como pausa sem fim.

Uma aldeia branca é um conjunto de histórias envolvente e bem disposto com a qual se simpatiza facilmente. Sem grandes enredos ou complicações é um excelente conjunto, tanto pela adopção de diferentes estilos, como pela aura da história.

 

Uma aldeia branca foi publicado pela Levoir em parceria com o jornal Público na colecção Novela Gráfica.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s