49 – Mar de Aral -José Carlos Fernandes e Roberto Gomes – Um conjunto de pequenas histórias da dupla. Com o humor peculiar de José Carlos Fernandes, as histórias oscilam entre ficção científica, horror ou fantasia, existando, também, as mundanas que retratam vidas menos especulativas. Um conjunto excelente que está disponível em diversos idiomas;

50 – Lenguluka – Onofre dos Santos – Uma ficção científica passada em Lisboa que traça um cenário de crescimento económico através de parcerias com países orientais e africanos. Sendo as parcerias recentes, existem novos focos populacionais de vincadas tradições que nem sempre possuem a mesma percepção sobre as mesmas práticas. Aquilo que começa por ser um mero caso de uma noite acaba como motivo de ruptura cultural e, talvez, até, económica;

51 – Andromeda – Zé Burnay – Belíssimo volume coordenado pelo autor através de Indiegogo. O volume, de capa dura, apresenta uma sucessão de histórias pós-apocalípticas, num mundo quase deserto excepto por monstros. Reconhecem-se elementos fantásticos de horror com fortes detalhes mitológicos;

52 – Duke – Vol.1 – Hermann e Yves H. – No velho Oeste imperava a violência como forma de estabelecer poder e riqueza. Não é, assim, de estranhar, que quem explorava os outros tinha, a soldo, uma série de pistoleiros que faziam cumprir ordens e inspiravam temor. A história começa com a morte de uma mulher e uma criança, sendo este episódio que irá iniciar a necessidade de vingança e mover a história.