Mattéo – Terceira Época – Jean-Pierre Gibrat

Finalmente leio um volume desta série no seu formato original, de página maior, típica dos francobelgas. Neste caso trata-se de uma edição cuidada da Ala dos Livros que se destaca em todos os detalhes. Sobretudo quando comparada com a edição inglesa dos volumes anteriores.

Mattéo – Terceira Época leva-nos a reencontrar Mattéo em circunstâncias bastante diferentes das dos volumes anteriores. Se, no primeiro, grassa a guerra, e no segundo domina o fascínio pela anarquia e pelo comunismo, neste terceiro encontramos um Mattéo aparentemente mais calmo que parece deixar-se envolver pelas circunstâncias. Mas só parece, rebentando, no final, com o seu usual espírito inquietante e inquieto.

No decorrer de uma viagem de carro, Mattéo pára, com os seus amigos, na terriola onde cresceu. Volta, assim, a ver a mãe – uma força da natureza que se mostra imutável na sua rezinguice. A figura materna não é a única que reencontra nesta visita – a sua paixão de juventude, Julie, que revela, finalmente, a existência de um filho de Mattéo, educado segundo valores que não lhe correspondem.

Em pano de fundo sabemos existir uma Guerra Civil em Espanha, o que, estranhamente, parece ter pouca importância para Mattéo. Apesar do tom revolucionário das conversas com os amigos, Mattéo parece estar adormecido nessas suas tendências, e foca-se em temas triviais durante quase todo o volume.

Apesar de existirem alguns episódios de acção, este volume apresenta-se mais calmo, parecendo deixar para trás a guerra e a revolução. Exploram-se os prazeres da região, agora mais moderna e propensa a turismo de praia e explora-se um trio amoroso onde, estranhamente, Mattéo parece estar de fora. Revelam-se ideias, discutem-se ideologias, mas num tom de revolucionário de sofá, o que não foi habitual em volumes anteriores.

Em termos visuais este volume corresponde ao que estamos habituados em Gibrat, com páginas fabulosas em que predominam os tons pastel, mas destacando-se o realismo do traço que desenha expressões e posturas como ninguém.

Este terceiro volume de Mattéo foi publicado em Portugal pela Ala dos Livros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.