Cidades Invisíveis – Italo Calvino

Poderão todas as cidades ser descritas a partir de uma, completa, à qual são retiradas propriedades? Serão todas as cidades, afinal, uma só?

Em Cidades Invisíveis assistimos à descrição de várias cidades por Marco Polo ao imperador Khan. Marco Polo descreve, não o comércio e as riquezas particulares das cidades como o fazem os mercadores, mas o que as torna únicas e fantásticas. Algumas são realçadas pela forma como foram e são construídas, outras pela arquitectura, outras pelos habitantes e seus hábitos.

Uma cidade que se espelha, uma cidade em água, uma cidade desenhada em sonhos a partir da perseguição de uma dama – todas as cidades podem ser descritas, todas se distinguem em comparação com a cidade que Marco Polo toma como base – Veneza.

Cada cidade é descrita de forma concisa, ocupando de 1 a 3 páginas. Entre estas descrições, assistimos aos diálogos entre Marco Polo e o Khan – conversas que aproveitam as cidades como alegoria, para mais vastas discussões filosóficas.

O modo como as cidades são apresentadas faz-nos reflectir sobre o conceito de cidade em si – uma cidade não é os monumentos que possui, as ruas e a população que nela habita, mas é constituída pelo conjunto de tudo isto que lhe confere uma assinatura.

Ainda que não tenha apreciado tanto Cidades Invisíveis como Se numa noite de Inverno um viajante, é uma mistura de fantasia e filosofia, com passagens espectaculares, que demonstra a mestria de Italo Calvino.

Nomeado para o prémio Nébula em 1975, as várias cidades descritas por Italo Calvino têm sido aproveitadas tanto por arquitectos como por artistas para visualizar as possibilidades de uma cidade. Exemplos destes trabalhos podem ser observados no site de Mikhail Viesel (em que são ilustradas todas as cidades) ou de Colleen Corradi.

2 comments

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.