Efeitos secundários – vários autores (1ª parte)

efeitos

Efeitos Secundários foi a primeira publicação oficial da Simetria. Organizada por Maria Augusta e António de Macedo e é uma edição bilingue, uma edição espelho que contem os mesmos contos em português e inglês. Desta forma, todos os contos podem ser lidos na versão original – os de autores portugueses li em português, o de Joe Haldeman li em inglês.

A colectânea começa por um conto de Maria de Menezes, Pedagogias diversificadas, que, a meu ver não se enquadra bem nos géneros ficção científica ou fantasia, mas talvez horror. Independentemente do género, é uma boa sátira ao sistema de ensino, um retrato cómico da pedagogia extrema, onde, a custo de todos (alunos e professores), se força a integração de um aluno canibal, como se o comer outros seres humanos fosse apenas um aborrecimento passageiro.

A segunda história é mais longa – longa o suficiente para ser uma noveleta e não um conto). Efeitos de Maré de António de Macedo, começa como uma história de espionagem empresarial, em que uma empresa cria soluções para desastres ambientais – mas não curas, antes soluções que tragam bons e contínuos lucros. Reviravolta, atrás de reviravolta, solução sobre solução, o nosso mundo vai sofrendo alterações catastróficas sucessivas. A história termina num twist irónico que não me satisfez, talvez pela extrapolação do conceito original.

Em oposição a Efeitos de Maré, segue-se um conto muito curto de David Alan Prescon, Nihil Sine Causa. Este conto apresenta-nos um professor universitário que se vê divorciado da mulher que ama, devido ao aparecimento de uma foto em que beija uma jovem que nunca conheceu. História curta, simples e previsível.

Com o título baseado em episódios marcantes, Rodney King de Luís Filipe Silva, começa com o aparecimento, em todos os cartazes da cidade, de uma mensagem inquietante “Lembram-se de quando fomos livres?”. A esta, outras mensagens se seguem, não só em cartazes, mas pela televisão, que remetem ao espancamento de Rodney, ou de outras cenas semelhantes, que instigam a revolta e a violência. Um conto interessante, de tom pausado, onde não faltam personagens hipócritas em torno dos acontecimentos, para os quais as populações se vêem manipuladas. Este conto encontra-se disponível online em inglês, ou em português no site do autor.

 

 

2 pensamentos sobre “Efeitos secundários – vários autores (1ª parte)

  1. Pingback: Efeitos secundários - vários auto...

  2. Pingback: Efeitos secundários – vários autores (2ª parte) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s