Lightspeed Magazine Sampler (parte 2)

lightspeed magazine sampler

Eliot Wrote é o quarto conto de Nancy Kress que retrata um jovem demasiado inteligente para o seu bem que tenta terminar um texto para a escola, enquanto se depara com o pai hospitalizado por ter visto a imagem de Zeus numa tosta. Por ser demasiado novo a decisão médica de realizar uma cirurgia ao pai decai na tia, uma pessoa de mente demasiado simples e tradicional que encara a visão como mais uma extrencidade do irmão, um génio matemático. Orfão de mãe, Eliot está habituado a virar-se sozinho e tenta contornar a autoridade da tia. Uma história engraçada mas sem grande interesse para o género.

O conto seguinte, Woman Leaves Room, de Robert Reed leva-nos ao encontro entre o narrador e uma mulher nervosa que pouco tempo depois tem de abandonar o espaço, por conta de uma urgência. Decorridos momentos, no mesmo espaço aparece um homem, de fisionomia semelhante à mulher, mostrando-se admirado e nervoso. Visita a visita, vamo-nos apercebendo que a entidade que nos relata os encontros é uma inteligência artificial. Quais as suas características e qual o intuito das visitas, vai-nos sendo revelado pouco a pouco, dado que a inteligência também permanece ignorante destes factos.

johannes cabal necromante

Os livros de Jonathan L. Howard centrados num necromante já me tinham despertado o interesse, mas não o suficiente para começar a ler – o ser uma trilogia não ajudou. No entanto, o conto presente neste volume, centrado no mesmo personagem convenceu-me. The House of Gears é uma pequena aventura do necromante que visita um colega de profissão. À chegada é recebido por um estranho homem que o irrita a cada frase. Ainda assim aceita a bebida oferecida percebendo, poucos momentos depois, que está imobilizado e perde a consciência. Quando acorda está preso num laboratório e preparado para uma operação. Divertido e inesperado, apresenta uma vertente diferente de Steampunk cruzada com magia. A personagem principal é interessante – vaidoso e inteligente, Joannes Cabal é um homem cheio de recursos em momentos de grande pressão. Sem ser excepcional, é uma aventura engraçada que me distraiu e me convenceu a ler algo mais do autor.

2 pensamentos sobre “Lightspeed Magazine Sampler (parte 2)

  1. Pingback: Resumo de leituras – Janeiro de 2015 (4) | Rascunhos

  2. Pingback: Johannes Cabal The Necromancer – Jonathan L. Howard | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s