Y: The Last Man – Vol.4 – Brian Vaughan, Pia Guerra, Goran Parlov e José Marzán Jr.

img_1851

Depois de três volumes em que não percebi o que tinha esta série de tão especial para aparecer nas listas de melhores bandas desenhadas para tantas pessoas, lá apanho um volume que me fez vislumbrar algo mais. Se os três primeiros volumes se dedicam, essencialmente, a explorar a dinâmica do trio composto pelo único homem vivo, uma cientista e uma agente militar, ou o trauma do desaparecimento repentino de todos os homens, neste volume expõe-se um pouco as razões para determinados comportamentos e pensamentos, para algumas acções que, nos anteriores pareceram irreflectidas e, até idiotas.

img_1857

Quando a cientista e a agente se decidem a ir, sem o último homem, Yorick, buscar antibióticos para o outro mamífero masculino vivo, o macaco de estimação de Yorick, deixam-no numa cabana nas florestas, a casa de uma agente reformada. Se a perspectiva é a de uns dias calmos e, até aborrecidos, logo logo as expectativas são frustradas quando Yorick se vê preso e torturado pela agente.

img_1860

Mas o intuito da tortura tem muito pouco a ver com segredos militares ou estratégicos e é, antes, uma forma de Yorick enfrentar as suas próprias frustrações, compreender o ímpeto auto-destrutivo que o tem caracterizado ao longo destes volumes e que tem menos a ver com irresponsabilidade e criancice do que parece. São assim explorados traumas sexuais e psicológicos que nos ajudam a compreender algumas das acções, e que o ajudarão a libertar-se do passado e a enfrentar as situações de forma mais racional.

img_1867

Depois deste episódio de descoberta interior, é a vez da cientista entrar em colapso psicológico, colapso que a leva a questionar as suas próprias capacidades e a tomar decisões irreflectidas que poderão ter consequências para a continuação da missão. Os pequenos períodos de confusão mental e as acções tempestuosas terminarão em violência e sangue, com o trio a responder melhor do que seria de esperar.

img_1876

A série parte de uma premissa relativamente simples – a morte de todos os mamíferos de género masculino à face do planeta. A partir daqui gera-se o caos, criam-se novas seitas e instala-se um clima típico de mundo apocalíptico. Mas tendo sobrevivo um rapaz e o seu animal de estimação, talvez haja esperança para a humanidade. Depois de vários episódios movimentados com questões bastante superficiais, finalmente temos, neste volume, um perspectiva mais próxima das personagens e dos seus conflitos pessoais, abordagem que poderá trazer uma melhor profundidade à história.

Um pensamento sobre “Y: The Last Man – Vol.4 – Brian Vaughan, Pia Guerra, Goran Parlov e José Marzán Jr.

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Janeiro de 2017 (6) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s