Planetary – Warren Ellis e John Cassaday

Altamente recomendada por João Barreiros, este volume de banda desenhada centra-se numa estranha e fria personagem com poderes associados ao gelo, Elijah Snow. A história começa com a sua contratação por um grupo de investigadores de mistérios, um grupo de pessoas curiosas e aborrecidas que são pagas para usar os seus poderes e coleccionarem informação sobre a história secreta do mundo – principalmente aquela que envolve eventos sobrenaturais e pessoas com poderes.

Este grupo designa-se por Planetary e é financiado pelo quarto homem, um personalidade obscura e desconhecida, do qual só se sabe ser suficientemente rico para sustentar um projecto destes. Para além de Snow existem outros agentes, mas o grupo que o acompanha é constituído por mais dois, Jakita Wagner (uma lutadora quase invencível) e Drummer (que consegue invadir quase todos os sistemas informáticos).

Ao longo dos vários episódios em que Snow vai agindo com perspicácia e maturidade (apesar do seu ar mal disposto e anti social) percebemos que tem problemas de memória. Nascido, como tantas outras personagens especiais, no virar do século, Snow sabe mais do que ele próprio compreende nas situações mais banais.

Ainda que as personagens possuam super poderes não esperem vê-los em grandes intervenções e batalhas. Aliás, as intervenções desta equipa são bastante subtis, mais dedicados a observar do que a agir, compilando a informação de que necessitam de forma competente. Alguns dos fenómenos que acompanham não são justificados, faltando um enquadramento ao leitor, tal como falta a Snow, devido à falha de memória.

A dinâmica entre personagens segue um rumo estranho, com Jakita e Drummer a mostrarem grande familiaridade e companheirismo, e Snow a mostrar-se sempre distante, crítico e bem… frio – um membro mais útil pelas suas capacidades de observação do que pelos seus poderes.

Carregado de mistérios, Planetary mostra uma sucessão de episódios nem sempre dispostos cronologicamente que fornecem pistas para um puzzle maior que se vai construindo ao longo do livro. Existem forças maiores na Terra e o grupo Planetary poderá ter de escolher deixar o papel principal de observador.

Este primeiro volume fecha alguns mistérios e abre portas a algumas mudanças no Planetary, apresentando um grupo poderoso que poderão ter de enfrentar mais tarde. Ficam por explicar algumas coincidências entre os vários episódios que poderão ser relevantes e que espero que sejam exploradas no próximo volume.

 

2 pensamentos sobre “Planetary – Warren Ellis e John Cassaday

  1. Pingback: Planetary – Warren Ellis e John Cassaday — Rascunhos | O LADO ESCURO DA LUA

  2. Pingback: Resumo de leituras – Dezembro de 2017 (2) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s