Se já tinha achado, com o sétimo volume, que a série estava a ganhar novo fôlego, com este oitavo introduzem-se algumas novidades e exploram-se episódios passados sob novas perspectivas – o suficiente para interligar acontecimentos e dar novo sentido ao que lemos anteriormente!

Este oitavo volume leva-nos ao Japão, em busca do macaco que sobreviveu, conjuntamente com Yorick, à doença que exterminou todos os outros mamíferos masculinos. No Japão, o grupo encontra uma máfia controlada por uma doentia estrela pop que mantém o macaco preso – uma estrela pop com um ego excessivo!

Mais movimentado, com elementos mais exóticos que favorecem uma visão menos ocidentalizada deste apocalipse, este oitavo volume refresca um pouco em termos de perspectiva, de relação entre personagens, bem como em história das personagens, explorando a sua origem e a forma como chegaram à busca pelos últimos mamíferos macho do planeta!

Visualmente agradável, com algumas páginas mais elaboradas, este oitavo volume começa a preparar o final da série, apresentando algumas resoluções e pistas interessantes para a doença que causou o extermínio! Bem como para os motivos que fizeram de Yorick e do seu macaco, imunes à doença.

A série está a ser publicada em Portugal pela Levoir em parceria com o jornal Público.