Jogos aos Sábados – The Quacks of Quedlinburg

Vencedor do prémio Spiel des Jahres na categoria de Conhecedor / Entusiasta, The Quacks of Quedlinburg é um jogo de push your luck com bag building. Para quem não conhece estes termos, é um jogo em que a cada turno temos a possibilidade de colocar novas peças no nosso saco. A cada jogada iremos retirar peças deste saco pelo que as peças que compramos determinarão a probabilidade de saírem peças que nos ajudem a concretizar um determinado objectivo.

Neste jogo, cada pessoa é um charlatão, uma pessoa que faz mezinhas no seu próprio caldeirão acrescentando, um a um, vários ingredientes. Mas se se acrescentar um dos ingredientes em demasia o caldeirão explode! Como cada ingrediente é acrescentado às cegas, o jogador tem de analisar, a cada novo ingrediente, se pretende arriscar e acrescentar outro ingrediente, ou parar antes de estoirar com o caldeirão.

Sem detalhar as regras, cada ingrediente tem um valor facial diferente que determina um maior avanço na espiral do caldeirão. Quem avançar mais nesta espiral terá maior vantagem, quer em pontos, quer na aquisição de novos ingredientes. Para além dos diferentes valores faciais, cada ingrediente confere vantagens próprias que o jogador deverá combinar de formas diferentes.

Apesar dos mecanismos relativamente simples em The Quacks of Quedlinburg, um dos pontos interessantes é a combinação dos diferentes poderes de cada ingrediente. Estes poderes podem ser diferentes de jogo para jogo, existindo quatro combinações possíveis. Adicionalmente, o jogo tem um mecanismo de recuperação que permite que quem está abaixo na pontuação comece mais acima na espiral.

Visualmente é um jogo agradável, ainda que não tenha um aspecto muito moderno e as ilustrações sejam num estilo algo tradicional. A simbologia funciona muito bem e após o primeiro jogo, o set up pode ser feito apenas com as indicações que estão nos tabuleiros. O jogo ocupa algum espaço na mesa, mas nenhum dos elementos por si é muito grande, permitindo organizá-los em várias disposições.

Dominada a simbologia, The Quacks of Quedlinburg é um jogo relativamente rápido (a dois jogadores pode durar apenas meia hora) que consegue usar a componente sorte de forma relativa – os jogadores vão comprando ingredientes e criando as suas próprias probabilidades. Ainda assim, como em qualquer jogo que tenha o factor sorte, podem surgir as combinações menos improváveis.

Mesmo não costumando apreciar jogos que tenham um elevado factor sorte, The Quacks of Quedlinburg cativou desde a primeira experiência. As jogadas são rápidas e as diferentes combinações entre ingredientes permitem ir introduzindo um factor de novidade. Para além destas combinações, a cada ronda é lida uma carta diferente com efeitos próprios e o manual possui algumas variantes que ainda não explorei. A construção do nosso saco implica alguma estratégia e as tais diferentes combinações permitem que o jogador vá explorando, de forma diferente, o jogo a cada jogatana.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.