City of Stairs – Robert Jackson Bennett

city stairs

Este autor já me tinha chamado à atenção com American Elsewhere, um dos livros recomendados pelo João Barreiros no Fórum Fantástico que retrata uma vila onde as pessoas foram substituídas por outras consciências, consciências essas que tentam imitar eterna e exaustivamente, movimentos rotineiros.

Entretanto, surgiu City of Stairs, um livro que, pela capa relembra uma fantasia comum, mas cuja sinopse faz antever algo mais ao citar a investigação de um crime numa cidade fantástica – Bulikov. E é assim que se inicia, com o assassino de um odiado historiador, nesta civilização quebrada pelo resultado de uma guerra destruidora que tenta esquecer as suas tradições e costumes.

 

Bulikov é uma cidade de pedaços, de incoerências e de perda, uma cidade construída pelos deuses e outrora espectacular, mas que, com a morte das entidades divinas perdeu os majestosos monumentos que estes tinham edificado. Ficaram as escadarias, degraus que levam a lado nenhum, suspensas, que recordam o vazio dos deuses para o povo dominado.

Recém-chegada como embaixadora, é assim que Shara vê Bulikov, a cidade onde o amigo foi morto, a cidade onde reside o ex-namorado de há muitos anos, mas também como a cidade exótica carregada de mistérios por desvendar, escondidos por várias décadas de dominância e de medo. A acompanhá-la está um fiel guerreiro, um bárbaro enorme que com facilidade e rapidez consegue dar conta de inúmeros inimigos.

 

 

O que Shara encontra na cidade é algo mais do que espera – a investigação, bem como o contacto com o ex-namorado, levam-na a descobrir uma seita que mantem a recordação dos deuses e que conspira para reverter a situação da cidade, uma seita cujos membros desaparecem em pleno dia, e reanimam antigos milagres.

De personagens pouco convencionais esta história fantástica reúne duas civilizações opostas, uma centrada na tecnologia, outra nos milagres divinos, que completaram um ciclo de dominância o que resultou na perda da componente divina para uma das civilizações. Mas serão estes poderes divinos resultado dos deuses, ou serão os deuses resultado da própria civilização? E de que forma influenciam eles as mentalidades, e de que forma são eles próprios moldados pela civilização?

Apesar de ser o primeiro volume de uma série fantástica, é uma excelente história completa por si que se centra sobretudo em Shara e naquele que o acompanha, sem por isso deixar de apresentar o de outras personagens. História melancólica que explora traumas pessoais e culturais consegue apresentar momentos cómicos e de grande coragem heróica, apesar de ter, genericamente, uma linha condutora expectável – que não estraga o conjunto por conta da forma como é explorada, e pelo resultado balanceado do final, onde são atadas as principais pontas de todo o enredo, mas que deixa espaço para uma continuação.

 

9 pensamentos sobre “City of Stairs – Robert Jackson Bennett

  1. Pingback: Retrospectiva 2014 – Resumo | Rascunhos

  2. Pingback: À espera de … (lançamentos internacionais) | Rascunhos

  3. Pingback: Lighspeed Magazine – Maio 2015 | Rascunhos

  4. Pingback: Assim foi: Conversas Imaginárias 2015 – As Leituras do ano | Rascunhos

  5. Pingback: City of Blades – Robert Jackson Bennett | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s