Berserker – Exilado – Jeff Lemire e Mike Deodato Jr.

Eis uma história que, resumindo a narrativa, é bastante simples – um guerreiro de aspecto bárbaro vê a sua família morta e jura vingança. Mas mesmo assim, Jeff Lemire consegue fazer-nos criar alguma empatia para com uma personagem improvável, atirando-a para um mundo desconhecido! Ajuda, claro, o fabuloso visual construído por Mike Deodato Jr.

Num reino de sociedade primitiva um feiticeiro detém o poder sobre a maior parte das comunidades. Mas uma vila resiste – pelo menos até o guerreiro bárbaro se ausentar. No regresso encontra uma comunidade dizimada. Sem descendência nem esposa, jura vingar os seus antes de infligir, sobre si próprio, o mesmo destino. Mas o caminho da vingança leva-o a passar um portal para um outro mundo – muito semelhante ao nosso.

Ajudado por um sem abrigo, o guerreiro vai criando alguma simpatia e empatia com este novo amigo – apesar de falarem diferentes idiomas e não se entenderem. A localização ajuda ao anonimato, e a manter-se focado na tentativa de descobrir o caminho para casa e de conseguir a sua vingança.

O discurso e o pensamento do guerreiro é bastante simples. As verdadeiras conversas são inexistentes (cada personagem vai deixando frases que, por vezes, se coordenam) e a acção é bastante directa. O guerreiro quer vingança e se encontrar inimigos vai sair de espada em punho para os enfrentar.

Sem grande complexidade mental ou narrativa, Jeff Lemire contorna a simplicidade da premissa ao transportar o guerreiro para outro mundo e fazendo-o confrontar com outro muito e outras personagens, com as quais acaba por estabelecer um elo. Estes elementos adicionais permitem que, também nós, possamos estabelecer uma ligação com a personagem, apesar dos diminutos pontos em comum.

Estes truques narrativos, a par com uma peculiar abordagem visual levaram-me a gostar mais deste volume do que estava à espera. A leitura é fluída e mais envolvente do que a expectativa, enquanto que os desenhos aproveitam os diferentes cenários para desenvolverem um visual fantástico. Ainda, a disposição afasta-se do tradicional, criando espaços imaginativos e criativos (por vezes, com cortes desnecessários numa imagem).

Berserker – Exilado é uma leitura rápida e com um bom ritmo, que parte de uma premissa muito simples e lhe confere um elemento exótico para se afastar do cliché das histórias de guerreiros bárbaros. O desenho é interessante e ajuda a envolver o leitor. Em suma, é um volume que, não sendo extraordinário, é agradável e carregado de acção, sem perder a componente empática que é característica de Jeff Lemire.

Este volume foi publicado em Portugal pela G Floy.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.