Resumo de Leituras (Fevereiro de 2015)

o grande manuscrito

17 – O Grande Manuscrito – Zoran Zivkovic – é bom ver que de vez em quando ultrapassamos o cenário anglosaxónio em publicações. Apesar de ainda não publicado em inglês, a Cavalo de Ferro já o lançou em Portugal. Claro que, sendo um dos meus autores favoritos, fui a correr adquiri-lo e no mesmo dia estava terminada a leitura. Centrando-se nas mesmas personagens de O Último Livro, é uma história independente carregada de mistérios circulares, e claro, centrando-se nos livros e no seu poder. Desta vez o mistério é o desaparecimento de uma conhecida autora num apartamento fechado, com a chave do lado de dentro da fechadura – mistério que nem os mais conhecedores conseguem deslindar.

IMG_311918 – Microenciclopédia Micro-organismos, microcoisas, nanocenas e seus amigos de A – Z Vários autores – Lançado pela Prado conta com a parcipação de vários autores para fazer uma enciclopédia de factos (na sua maioria inventados) construindo pequenas histórias engraçadas. Apesar de ter gostado mais de O Cadáver Esquisito, este livro despertou-me interesse em alguns dos autores participantes que, até agora, não me recordo de ter ouvido falar.

divinity student

19 – The Divinity Student – Michael Cisco – Aqui está mais uma das obras que pertence ao género New Weird. E após a leitura posso confirmar: a história merece bem a categoria de estranha. Apesar de ter achado difícil entrar na história nas primeiras páginas, fui sendo envolvida lentamente pelos acontecimentos desajustados, pelas paranóias das várias personagens, e pelo desenvolvimento inesperado. A premissa é “simples”. A personagem principal trabalha na pesquisa de novas palavras quando é envolvido numa sociedade secreta que pretende usá-lo para redescobrir uma enciclopédia há muito perdida de vários pesquisadores. E que melhor forma de recuperar a memória destes pesquisadores senão mergulhar o cérebro dos mortos em formaldeído e inalar a mistura?

lighspeed magazine december 2012

20 – Lighspeed Magazine Dezembro de 2012 – Começando com uma das histórias de Ted Chiang, contem, para além desta, duas excelentes histórias e convenceu-me a pegar em algo de Jim Butcher (apesar de não conter uma história deste autor, antes o excerto de um dos livros). Entre bruxas vingativas, histórias distópicas, histórias pós-apocalípticas, e boa fantasia sobrenatural (o que é raro), destacam-se os contos Lázaro y Antonio de Marta Randall, An Accounting de Brian Evenson (história perturbadora) e Catskin de Kelly Link.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.