Destaque: Os Jardins da Luz – Amin Maalouf

os jardins da luz

Mais conhecido por As Cruzadas vistas pelos árabes, Amin Maalouf tem obras mais ficcionais como Samarcanda ou O Périplo de Baldassare, dois excelentes livros de ficção histórica. Deste livro, Os Jardins da Luz existia uma edição antiga da Difel que há algum tempo não se encontra. Deixo-vos a sinopse:

Durante muitos anos, o seu grito foi ouvido. No Egito, chamavam-lhe o Apóstolo de Jesus; na China, cognominavam-no o Buda de Luz; a sua esperança florescia à beira dos três oceanos. Porém, rapidamente surgiu o ódio, surgiu o encarniçamento.

Os príncipes deste mundo amaldiçoaram-nos; tornou-se para eles o «demónio mentiroso», o «recipiente repleto de mal» e, no seu humor cáustico, o «maníaco»; a voz dele, «um pérfido encantamento»; a sua mensagem, «a ignóbil superstição», «a pestilencial heresia».

Depois, as fogueiras cumpriram a sua missão, consumindo num mesmo fogo tenebroso os seus escritos, os mais perfeitos dos seus discípulos, e essas mulheres altivas que se recusavam a cuspir sobre o seu nome.

2 pensamentos sobre “Destaque: Os Jardins da Luz – Amin Maalouf

  1. Só li o ‘Périplo’ e não achei grande coisa.
    Tenho alguma curiosidade pelo ‘Cruzadas vistas..’, mas a quantidade de livros que tenho para ler….

    • Pode ter sido da altura em que o li, mas até gostei do Périplo. O Cruzadas é bastante diferente – é muito menos ficcional e apresenta uma perspectiva diferente dos acontecimentos. Tem algumas passagens maçudas, mas no total é interessante.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s