The Wolves of Willloughby Chase – Joan Aiken

IMG_7344

Joan Aiken é uma das mais conhecidas autoras para jovens. Proveniente de uma família em que quase todos os membros eram escritores, Joan Aiken começou a ser publicada aos dezasseis anos e acabou por ver as suas obras reconhecidas por diversos prémios e menções honrosas.

The Wolves of Willoughby é o seu livro mais cohecido, o primeiro de uma série, que decorre no início do século XIX, na Inglaterra, mas numa realidade alternativa onde Lobos migraram em massa por um túnel que ligaria a ilha ao continente. Apesar de decorrerem no mesmo universo os vários livros da série terão histórias independentes.

IMG_7424

Sylvia é uma rapariga de boas famílias que, sendo orfã, não pode dispor da herança até atingir a maioridade. Por enquanto fica com uma tia pobre que faz de tudo para manter as aparências e alimentar a criança. Quando a família abastada de Willoughby chama Sylvia para fazer companhia à prima Bonnie, a tia utiliza as próprias cortinas (e outros elementos de decoração) para criar um pequeno guarda-roupa à jovem.

A viagem acaba por se tornar mais atribulada do que seria suposto – ainda que tente ocupar um compartimento sozinha, acaba por entrar um homem que, oferecendo comida e agasalho, acaba por a salvar quando o comboio é atacado, a meio da noite, por lobos que conseguem entrar por uma das janelas mais frágeis. No dia seguinte cabe à rapariga ajudá-lo quando, depois de uma brusca travagem, a pesada mala o faz cair inanimado.

Os pais de Bonnie, típicos ricaços bem humorados resolve, acolher o homem deixando instruções para que, na sua ausência este seja bem cuidado. É que os pais de Bonnie vão para uma longa viagem e deixam a casa a uma prima distante (mas bem recomendada).

IMG_7427

Assim que partem percebemos que algo está errado. As raparigas demoram mais do que seria normal entre o lago e a floresta, e abrigam-se na casa de um amigo que vive numa cabana. Quando finalmente regressam os únicos sinais de preocupação pela sua ausência é a recepção da que sempre cuidou de Bonnie. A governanta (a tal prima afastada) encontram-na a vasculhar papéis, em companhia do homem que deveria estar em repouso por conta do acidente do comboio.

A partir daqui o que encontramos é uma história quase típica de dois vilões que se tentam apropriar do dinheiro que encontram disponível, despedindo empregados e enviando as meninas para um orfanato onde sofrem maus tratos e passam fome. Claro que rapidamente tecem um plano de fuga.

A história juvenil de desenvolvimento quase previsível tem alguns elementos clássicos que relembram as histórias de Charles Dickens, mas de linguagem e narrativa mais simples, sem chegar ao condescendente. Os elementos que distinguiriam esta realidade alternativa (a imensidão de lobos), infelizmente, são usados apenas no início da história e acabam por se tornar algo incoerentes em fases mais adiantadas da história.

De leitura rápida e engraçada, The Wolves of Willoughby Chase consegue criar empatia e envolver o leitor, utilizando uma narrativa quase linear e um cenário quase cliché onde são facilmente identificáveis os vilões que demonstram pouca dimensão e complexidade. Por estas razões considero que existem, neste momento, leituras mais interessantes e engraçadas para a mesma faixa etária.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s