Starve – Vol.1 – Brian Wood, Daniel Zezelj, Dave Steward

img_0755

E, no dia de Natal, trago-vos um comic completamente passado que consegue revoltar o estômago dos mais fracos! Pensem que estou a contribuir para a vossa dieta natalícia!

Starve apresenta-nos um chefe, um cozinheiro profissional mas psicologicamente disfuncional que redescobriu a sua sexualidade quando já tinha uma família constituída. Alcóolico, drogado e milionário, a melhor forma que encontrou para resolver o tema foi deixar tudo e criar uma nova existência, quase clandestina num país de terceiro mundo.

img_0869

Quando finalmente um fã o encontra e o convence a regressar encontra uma ex-mulher raivosa que, movida pela vingança conseguiu retirar-lhe toda a fortuna, e uma filha bem formada e simpática com a qual tenta voltar a relacionar-se.

A acção passa-se no futuro, num mundo em que o desastre ecológico não foi evitado. Os pobres proliferam e muitas das espécies animais com que nos alimentamos foram praticamente extintas. Nesta realidade instala-se um forte contrabando de determinados produtos como o atum que são, por enquanto, na nossa, de consumo banal.

img_0873

Ao tentar retornar à sua antiga vida, o chefe, é confrontado com a necessidade de se envolver num concurso de cozinha – o seu antigo concurso – para poder ter acesso ao  dinheiro, não como director do programa, mas como participante. Por sua vez quem se encontra ao comando do concurso é a ex-mulher que instiga o apresentador a desenhar desafios propositadamente difíceis. Mas não conta com a ajuda da filha que está a tentar conhecer melhor o pai.

img_0878

Entre a vivência disfuncional do cozinheiro e os métodos para melhor cozinhar os alimentos, as cenas que decorrem entre panelas apresentam detalhes de quem mete a mão na massa em todos os pormenores, até na sangrenta matança de um porco, ou numa luta quase campal entre cozinheiros armados pelos utensílios de uma cozinha.

Realçando a hipocrisia dos que podem pagar para apreciar um animal em extinção, ao mesmo tempo que são directa, ou indirectamente, responsáveis pelo declínio ecológico, Starve apresenta uma personagem inteligente mas perdida em si mesma, um um cozinheiro excelente que consegue contornar os conceitos da fina flor carregada de ilusões beneméritas e intenções vazias da glória que aparentam.

img_0889

Apesar de usar um enquadramento cliché das personagens (uma personagem irreverente, mal adaptada, mas inteligente que desmancha as ideias dos que o rodeiam) Starve consegue apresentar um cenário interessante para desenvolver estas personalidades, criando conflitos com potencial para aguentar a leitura. Sem ser a melhor leitura recente é uma boa história.

Um pensamento sobre “Starve – Vol.1 – Brian Wood, Daniel Zezelj, Dave Steward

  1. Pingback: Resumo de Leituras – Dezembro de 2016 (6) | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s