Resumo de Leituras – Julho 2011

38 – Fantasma de Canterville – Oscar Wilde –  um conto que se inicia como típico horror de fantasmas, mas que se transforma numa história que goza com todas as histórias de fantasmas. Muito bom.

39 – Book of Transformations – Mark Charan Newton –  Este é o terceiro volume da série Legends of the Red Sun, que continua a história do Império, utilizando novas personagens. Tal como no primeiro volume a história termina em aberto e possui diversos momentos estranhos. Se no segundo volume tinha ficado com a sensação que o autor maturara em termos de escrita e desenvolvimento de personagens, com este fiquei com algumas dúvidas que só poderão ser dissipadas no próximo volume. Ainda assim, a série possui elementos bastante diferentes e interessantes para me manter interessada.

40 – Senhora Vingança – Fernando Ribeiro – uma surpresa agradável com dois contos que, não chegando ao patamar do excelente, são bastante interessantes e compostos. Explorando o tema da vingança, apresentam cenários irónicos e descrições mordazes, desconstrução e reinvenção da realidade que nos rodeia.

41 – O Escandinavo Deslumbrado – Alberto Xavier –  Sem poder ser enquadrado no fantástico, esta obra explora o absurdo de um latino que migra em criança para a Escandinávia, ficando fascinado pelo frio. Existem, também, julgamentos sem fim, ou simplesmente negligenciados pelos juízes que apenas pensam na próxima refeição gourmet. Algumas das ideias são interessantes e, até, bem aproveitadas, mas a leitura foi estragada pelo tom demasiado pomposo.

42 – Three to See the King – Magnus Mills –  Esta obra pode ser encontrada numa lista da Locus com os livros de ficção especulativa menos valorizados. Já cá tendo o livro, resolvi lê-lo depois de ver a listagem, e eis que tenho uma surpresa agradável mas estranha. É daquelas histórias que gostei, mas que ainda não dissequei totalmente.

43 – Contos dos Subúrbios – Shaun Tan –  O maior defeito deste conjunto de histórias será a brevidade. Excelentemente ilustrado, apresenta histórias engraçadas, melancólicas, quase todas com elementos de fantástico, ficção científica ou um toque de  horror.

44 – City – Clifford D. Simak –  Excelente. A premissa é simples. Já não existem humanos e a história é um conjunto de mitos contados na civilização canina onde existem robots de forma antropóide. Os humanos são tidos como seres divinos que talvez nunca tenham existido, figuras tão distantes como os deuses gregos. Sob a forma de lenda conta-se o abandono das cidades, a aprendizagem dos cães e o desaparecimento dos seres humanos.

45 – Contos Carnívoros – Bernard Quiriny – um excelente conjunto de histórias ficcionais, onde se mistura o fantástico, de uma forma que recorda Calvino ou Zivkovic. Sem dúvida uma das melhores leituras deste ano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.