Jogos aos Sábados – Vem aí a Troika! Era uma vez na Portugalândia – Carlos Mesquita e Pedro A. Santos

Eis um jogo datado, com referências à época em que foi publicado mas que, mesmo assim, não deixa de ser divertido. A parte que se destaca é, sem dúvida, a caricatura a alguns dos mais conhecidos políticos, tanto na imagem como na descrição e respectivos poderes. O jogo possui uma versão grega e uma versão espanhola.

Os líderes

Não vou descrever detalhadamente como se joga (já existem tutoriais para tal) mas referir as suas principais características. É um jogo apropriado para 2 a 4 jogadores, tendo uma jogabilidade apreciável para dois jogadores. Possui dois modos, um simples que se baseia apenas nos valores base das cartas, e outro modo, mais complexo que integra os poderes descritos, interligando as capacidades de diferentes cartas.

Sugere-se jogar uma ou duas vezes no modo simples mas não mais – o modo complexo é aquele onde aplicamos os poderes caricatos de cada carta (desde as meninas boas que inutilizam os líderes políticas aos homens do avental que, com as suas reuniões secretas, permitem controlar mais grupos).

Eis um líder inutilizado pelas meninas boas

A dinâmica e as fases de jogo são simples. Em vezes alternadas cada jogador coloca, na sua mão, cartas de grupo e efectua uma de três acções: coloca dois grupos na mesa, extrai rendimentos de acordo com as cartas que possui na mesa, ou ataca as cartas do jogador adversário para ficar com elas. No final de cada turno é usada uma carta de evento que pode dar vantagem ao governo ou a qualquer outro jogador.

A estratégia de jogo encontra-se em combinar os vários poderes, do líder e do grupo, e em extrair o máximo das suas capacidades – se calha um líder que duplica o rendimento investe-se em grupos que produzem bastante dinheiro, se temos uma carta que tem o dobro do poder com cartas de uma determinada cor, são essas que tentamos deter.

Cartas de evento

Para além da dinâmica (engraçada, mas que não atinge o interesse de outros jogos de cartas como o Munchkin) o principal atractivo deste jogo é a leitura das piadas políticas que possuem – cada evento está acompanhado por notícias e cada grupo social possui um poder que é uma crítica política e social, uma caricatura do jogo de interesses e desvios monetários que caracteriza Portugal.

Outros jogos

6 pensamentos sobre “Jogos aos Sábados – Vem aí a Troika! Era uma vez na Portugalândia – Carlos Mesquita e Pedro A. Santos

  1. Pingback: Jogos aos Sábados – A Floresta Misteriosa | Rascunhos

  2. Pingback: Jogos aos Sábados – Panic Lab | Rascunhos

  3. Pingback: Jogos aos Sábados – Sagrada – Adrian Adamescu, Daryl Andrews e Peter Wocken | Rascunhos

  4. Pingback: Jogos aos Sábado – Arraial | Rascunhos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.