A ficção especulativa em Portugal – 2019

A minha percepção é que, em 2019, as pequenas editoras que publicam ficção especulativa em Portugal mantiveram-se, criando uma estabilidade que esperemos que se mantenha nos próximos tempos. 2019 foi, também, o ano que permitiu criar raízes para novos projectos em 2020 – projectos esses que, esperamos, possam ser produtivos a médio / longo prazo.

Eventos

Se, em 2018, foi suspenso o encontro de fãs de ficção científica denominado de Devoradores de Livros, em 2019 conseguimos criar outro grupo de leitura, o Clube de Leitura de Marvila. Ainda que este novo grupo vá decorrer apenas a partir de 2020, resulta de esforços realizados em 2019.

Sem Scifi-LX e sem Festival Bang! (que já se sabia não ir decorrer em 2019), mas com Fórum Fantástico, Festival Contacto, Comic Con, Amadora BD, Festival BD de Beja (formidável), Festival Vapor e MotelX, para referir alguns. Fora dos eventos abertamente de ficção especilativa, houve ainda a leitura de contos de ficção científica na inauguração do Museu da Lua. Ainda, os portugueses estiveram presentes na Worldcon 2019 Dublin e na Eurocon 2019, existindo atribuição de nomeações portuguesas para os prémios ESFS.

2019 foi, também, o ano em que foi lançado o The Portuguese Portal of Fantasy and Science Fiction. O portal possui vários colaboradores, em diversas áreas (desde videojogos, a jogos de tabuleiro, passando, claro pela literatura) e pretende divulgar, em língua inglesa, o que é feito na ficção especulativa. Pretende-se, com o portal, criar pontes e cooperação.

Lançamentos

À semelhança do ano passado, não irei fazer uma lista exaustiva, mas apenas os nacionais que me pareceram mais interessantes:

  • A Batalha da Escuridão – Bruno Martins Soares;
  • A noite do Caçador – Sandra Carvalho;
  • Almanaque Steampunk 2019;
  • Antologia Ficção Especulativa Queer – Vários autores;
  • As sombras de Lázaro Pedro Lucas Martins;
  • O Caçador de Brinquedos e outras histórias – João Barreiros;
  • O Último Extraterrestre – Jorge Borbinha;
  • Winepunk – Vários autores;

E eis alguns dos internacionais:

  • A companhia negra – Glen Cook;
  • As forças estranhas – Leopoldo Lugones;
  • Baptismo de fogo – Andrzej Sapkowski;
  • Contos do Rei Amarelo – Robert W. Chambers e Ambroce Bierce;
  • Inspecção – Josh Malerman;
  • O Armazém – Rob Hart;
  • O mel do leão – David Grossman;
  • O Periférico – William Gibson;
  • Seca – Jarrod Shusterman e Neal Shusterman;
  • Terra de Lobos – Tunde Farrand.

Posted In

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.