Criminal – Deluxe Vol.1 – Ed Brubaker e Sean Phillips

img_1918

A colaboração entre Ed Brubaker e Sean Philips iniciou-se em 2000 com Scene of the crime. Depois desta parceria, haveriam de voltar a juntar-se para Sleeper e então Criminal. A estas seguem-se ainda Incognito, Fatale e Fade Out.  Esta parceria de sucesso tem criado histórias violentas, reconhecidas pela sua qualidade. Vencedor do prémio Eisner em 2007, Criminal reúne as histórias interligadas de várias personagens que acabam por ser, voluntária ou involuntariamente, puxadas para uma realidade de violência e crime.

img_1927

A cada história percepcionamos o escalar da violência como algo inevitável, algo que é percepcionado como negativo, mas que se torna um ciclo ao qual as personagens se revelam incapazes de escapar. Nalguns casos a atracção é percepcionada. As personagens mostram consciência dos percursos que estão a percorrer, percursos com final letal que enfrentam de cabeça erguida.

img_1925

Personagem a personagem vamos percebendo o que as rodeia e o que as colocou na via da criminalidade, do submundo, o que as levou a cair na violência, seja como alvos, seja como perpetuadores – ma infância carregada de violência da qual fogem ou da qual sentem um estranho fascínio, uma dura desilusão amorosa, ou a única profissão que conhecem. Caso a caso percebemos que a violência da qual estão rodeados é algo que se encontra embrenhado em cada um e que é algo do qual não podem escapar.

img_1930

O mundo do crime revela-se uma armadilha fascinante. Crescendo como ladrões e criminosos, habituados a jogar com multidões ou a exercer a violência como forma de se afirmarem, estes homens revelam-se incapazes de adoptar outros hábitos e escorregam para os mesmos padrões. Pouco mais sabem fazer do que aproveitar as oportunidades que captam em seu redor, enveredando, por vezes, por caminhos mais lucrativos que são, também, exponencialmente mais perigosos.

img_1939

Este volume integra a história de várias personagens, interligadas nos seus percursos rumo à violência, enquadrando a vida de cada uma – a violência não surge desagregada e dissociada, mas no seguimento de uma série de acontecimentos que tornam a situação inevitável. De destacar que, na primeira história é mostrada, paralelamente, uma pequena banda desenhada que as personagens lerão num jornal, com pistas para algo mais.

img_1945

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s