Pele de Homem – Hubert e Zanzim

Pele de Homem já tinha sido publicado há algum tempo no mercado espanhol pela Norma e já me tinha despertado algum interesse – mas não o suficiente para o adquirir e ler. Tendo lido agora a edição portuguesa, o resultado é curioso – por um lado tenho pena de não o ter lido mais cedo, por outro, ainda bem que li a edição portuguesa.

A história

Numa época em que os casamentos se realizam mais por conveniência financeira ou política das famílias do que por amor, uma jovem mulher suspira por não conhecer antecipadamente o seu noivo. A oportunidade vem sob a forma de disfarce cedido pela tia, uma espécie de pele de homem que irá dar à jovem a possibilidade de se imiscuir entre os homens.

A primeira impressão é de choque. Os homens, entre eles, conversam de forma estranha, galifões que tudo podem concretizar até ser momento de agir. As esposas são seres estranhos e distantes, usados para cumprir um determinado objectivo, mas não para serem conhecidas. A jovem descobre assim que o seu noivo não tem grandes perspectivas de proximidade com ela. Ainda assim, decide-se a conhecer melhor o futuro marido, frequentando os mesmos locais e acabando por se envolver fisicamente com ele – enquanto homem.

Crítica

A história apresenta um único detalhe fantástico que dirige toda a narrativa – a possibilidade de uma pele de homem poder ser vestida e apresentar uma aparência credível e funcional após vestida. Ultrapassando este detalhe fantástico, a narrativa confronta os dois mundos, o masculino e o feminino, demonstrando como a mulher era mantida indisponível e secreta, um género de objecto de prestígio que não vale a pena conhecer, apenas garantir a sucessão.

Por seu lado, os homens são livres para viverem o que quiserem, como quiserem e com quem quiserem. O seu mundo é mais crú e confrontacional, mais livre e libertino. Mas também mais violento, já que é suposto os homens responderem a afrontas à dignidade com uma espada na mão.

Os relacionamentos entre homens são ditados por esta dualidade – por um lado podem envolver-se com outros homens, mas mantendo alguma aparência no que é o suposto serem os lugares passivo e activo na relação sexual. Por outro, devem demonstrar-se corajosos e confrontacionais.

Apesar da oposição entre os dois mundos, a história segue um rumo ligeiramente cómico e leve, levando a jovem mulher a envolver-se com o noivo sob a forma masculina. Existe uma aura de crítica em relação ao papel dos dois mundos na realidade da época, que pode transitar ligeiramente para a nossa realidade. Mas também existe a exploração dos papéis sociais e da homosexualidade numa época em que as aparências são o mais importante.

Em paralelo, explora-se o papel da Igreja. A cidade recebe um novo padre (irmão da personagem principal) extremamente conservador. De mente perversa, projecta nos outros os seus próprios pensamentos impuros, acusando tudo e todos, e acabando por conseguir tornar-se popular e exaltar a população. A cidade caminha rapidamente para uma loucura fanática em que se queimam quadros, se destroem estátuas, e se condenam mulheres a torto e a direito! A vertente religiosa ajuda a solidificar esta sociedade como uma sociedade de aparências, onde os dois géneros têm papéis e existências bastante distintas.

O resultado é interessante e movimentado, com pontuados momentos de tensão, mas vários de humor, onde se aborda sexualidade e género. É uma leitura que não parece querer levar-se muito a sério em determinados momentos, mas que, talvez por isso, consiga ser tão impactante e envolvente.

Conclusão

Pele de Homem é uma obra fenomenal que consegue cativar o leitor e levar-nos, entre detalhes cómicos e conclusões mais sérias, a experimentar uma história diferente mas também marcante. Está, decerto, entre as melhores leituras dos últimos meses.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.