Últimas aquisições

IMG_3201

Os dois volumes mais claros, um de capa mole, e outro de capa cozida, correspondem às mais recentes aquisições da Tartarus Press, uma editora conhecida pelos seus exemplares de pequena edição que rapidamente se tornam numa raridade.

IMG_3212

No campo da banda desenhada portuguesa adquiri duas pequenas bandas desenhadas. A da esquerda é da autoria de José Carlos Fernandes e é um pequeno conjunto de demências, algumas socialmente reconhecíveis, estereotipos comuns. Outras são exageros ao género da caricatura que se tornam interessantes e engraçados.

IMG_3215

Agentes do C.A.O.S é um lançamento da Kingpin Books de anos anteriores, que já me tinha despertado interesse e que, no seguimento de uma promoção aproveitei. Deixo-vos a sinopse:

O maior atentado de sempre em território português. Um julgamento mediático em tempo recorde. Um veterano polícia amargo e semi-aposentado empurrado para uma última missão. Um plano urdido ao pormenor que poderá fazer desmoronar os frágeis alicerces do sistema instalado. Esta é a historia de Agentes do CAOS: Nova ORDEM; mas, no fundo, é sobre muito mais do que apenas isso. É sobre velhos terroristas com velhos sonhos e novos terroristas com métodos actuais. É sobre velhos polícias com velhos hábitos e jovens polícias com outros hábitos. É sobre velhos hábitos que não mudam e novos hábitos que teimam em ficar na mesma. No fundo, é sobre o velho fado português e canções intemporais que permanecem actuais; e sobre autores actuais que se reinventam e que se recusam a estagnar.

IMG_3221

Para além do habitual volume da colecção de Super-heróis DC, as minhas aquisições de banda desenhada não se ficaram por aqui. À esquerda encontram o terceiro volume de The Looking Glass Wars, histórias onde o Universo do País das Maravilhas se cruza com o nosso, e onde assassinos a soldo e agente secretos são enviados para o nosso mundo com estranhas e hediondas missões, em que a Alice tem um papel central. Os volumes anteriores já os tinha comentado há alguns anos (Volume 1 | Volume 2).

IMG_3224

Estas são as duas últimas aquisições de banda desenhada desta fornada, Ardalén de Miguelanxo Prado e o segundo volume de A Pior Banda do Mundo de José Carlos Fernandes.

IMG_3229

O resultado de andar entre estantes mais escondidas das livrarias é encontrar coisas publicadas há muito que despertam peculiar interesse. Foi o caso de A viagem dos sete demónios de Manuel Mujica Lainez que tem uma premissa no mínimo curiosa:

O Diabo está furioso com os setes demónios que tutelam os setes pecados capitais por levarem no Interno uma vida ociosak, mais não fazendo do que discutir “como se fossem teólogos”. E porque o Inferno é “um instituto penal que deve assentar em bases sérias”, os demónios são enviados à terra para cumprirem a sua missão: infernizar os que cá andam. Lúcifer, negro e despido como a noite, é a Soberba; Satanás, imenso crustáceo vermelho com asas de abutre é a Ira; Mamon, andrajoso e esquelético, a Avareza; Asmodeo, fauno de focinho de porco, a Luxúria; Belzebu, devorador insaciável, a Gula; Leviatã, grande almirante e chefe supremo das heresias, a Inveja; e Belfregor, fêmea roliça sustida por quatro animais alados, é a Preguiça. Esta missão não será, no entanto, tarefa fácil, já que a cada um corresponde um assunto que não cabe na sua especialidade. Sobre todos eles gravita um corrosivo Mujica Lainez que compõe com esta parábola uma autêntica aguarela dos vícios e das paixões humanas.

À direita encontram Mausuléu, um livro de contos enviado pelo autor, Duda Falcão, no seguimento do comentário ao seu conto decorrido no Museu do Terror, Universo sobre o qual pretendia ler mais alguma coisa.

IMG_3235

A Saga de Gosta Berling tornou-se um dos livros favoritos dos últimos tempos. Foi em resultado desta leitura que me convenci a adquirir a mais recente edição de O Livro das Lendas, apesar de não gostar do aspecto renovado da colecção (também não era grande apreciadora da anterior, mas se na foto as duas cores parecem conviver pacificamente, ao vivo, os meus olhos não têm a mesma reacção).

As mais belas fábulas africanas é um livro que vem responder à minha paixão por contos, mitos e histórias tradicionais das mais diversas, tendo expectativa de ler histórias que reflictam as diferenças da vivência africana.

Um pensamento sobre “Últimas aquisições

  1. Pingback: Últimas aquisições | F_C |...

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s