1ª Lisboa Restaurant Week – L’Appart e Eleven

Depois de Bocca, COP’3 e Faz Figura, seguiram-se outros dois restaurantes – L’Appart e Eleven.

O primeiro encontra-se dentro do Hotel Tiara, perto do Parque Eduardo VII – um restaurante que prima no luxo na decoração, na simpatia e na discrição dos empregados.  A comida, pataniscas de camarão com arroz de feijão também foi muito apreciada por todos, assim como a sobremesa. O ambiente e a decoração recordam o interior de uma casa austera, com livros nas estantes e mesas isoladas em recantos.

Mas o auge de todos os restaurantes terá sido o Eleven – vista esplendorosa sobre o Parque Eduardo VII e rio Tejo, um serviço impecável e uma refeição  muito agradável – desde os pãezinhos de tomate e azeitonas, ao frango recheado com requeijão e ervas e batata gratinada (se não me falha a memória para a descrição do prato).

Finalizando, a experiência Lisboa Restaurant Week permitiu  experimentar uma série de restaurantes excelentes. De todos o Eleven é aquele ao que mais facilmente voltarei para uma refeição especial, ainda que o Faz Figura e o L’Appart me tenham deixado boas recordações. O COP’3 não é mau, mas comparativamente aos três assinalados é mais fraco e por último, o Bocca que foi, sem dúvida, a pior experiência, destacando-se pela falta de qualidade do serviço.

1ª Lisboa Restaurant Week – Faz Figura

O Faz Figura foi o terceiro restaurante escolhido, desta vez para jantar durante a semana. Ao lado do Hospital da Marinha, possui uma excelente vista sob o rio Tejo, que não pudemos usufruir pela hora adiantada. A decoração é simples, mas confortável e pode ser visualizada numa tour virtual e o serviço foi impecável.

O menu, esse, era variado e dava a possibilidade de escolher de entre vários pratos. Para entrada tínhamos

  • Sopa fria de tomate com espuma de coentros
  • Rosti de Alheira com maçã, moscatel e compota de cebola roxa
  • Folhado de Queijo da Serra com Mel e Alecrim
  • Salada Tépida de Pintada com Canonigos e Vinagrete de Pêssego

O prato principal era escolhido de entre estes

  • Asa de Raia Confitada com citrinos e puré de batata doce
  • Caril vermelho de gambas
  • Empada de Capão com vinagrete de maçã
  • Lombinho de porco preto lacado com puré de batata e trufa

Finalmente, a sobremesa:

  • Mousse de chocolate branco com framboesas
  • Sopa de Morangos
  • Soufflé de café com espuma de laranja

Todos os pratos escolhidos (a italico) estavam impecáveis, e o ponto fraco terá sido apenas o arroz do caril vermelho. Por sua vez, a (já mítica) sopa de morangos foi considerada por todos como o ponto forte

1ª Lisboa Restaurant Week – COP’3

Na continução da Lisboa Restaurant Week, o COP’3 foi o segundo restaurante para o qual conseguimos reservas.

Logo que entramos, é notória a diferença para o restaurante anterior, Bocca – os empregados são mais atenciosos e a decoração não é fria ou minimalista, o que torna o ambiente mais acolhedor.

O primeiro prato era um misto de legumes com queijo mozarella e salada, que assim exposto parece um prato complicado, mas basicamente é uma salada com queijo.

Seguiu-se o prato principal que podíamos escolher de entre vários. O escolhido foi Bife da vazia com molho de mostarda antiga e roácea de batata – divinal.

Para terminar, a sobremesa foi um gelado de abóbora e passas. A descrição poderá parecer estranha, mas o resultado é bom. Não tanto quanto o gelado de azeite com pudim de azeitonas que nos serviram no Bocca.

1ª Lisboa Restaurant Week – Bocca

Restaurant Week é um evento internacional com raízes em Nova Iorque em que, durante alguns dias, alguns restaurantes disponibilizam menus pelo preço de 20€. Tal iniciativa permite experimentar restaurantes nos quais o preço de uma refeição é um pouco acima das possibilidades de um cidadão de rendimento médio.

Em Lisboa o evento conhece a sua primeira edição e embora estivesse marcado para durar apenas duas semanas, irá alongar-se pela próxima. O preço é de 20€ mas conta já com 1€ para causas sociais.

A lista de aderentes, assim como mais detalhes do evento, podem ser visualizados no site oficial.

No sentido de experimentar um dos restaurantes aderentes desloquei-me, com uns colegas de trabalho, ao Bocca. Ainda que do menu constassem vários elementos que não me agradam, resolvi alinhar pela experiência:

  • Gaspacho de Basílico com Sardinha Marinada
  • Risotto de “pipis”
  • Pudim de azeitona com gelado de azeite

Espaço agradável e mesa no meio da sala – tudo parecia em ordem para conhecer um novo restaurante, bem localizado e luminoso. Digo parecia, porque cedo nos apercebemos de algo errado entre os empregados – assim que referimos a iniciativa Restaurant Week (nota que não tinha ficado esquecida aquando da reserva).

O empregado que nos tinha indicado a mesa é chamado à atenção mais do que uma vez e de forma muito pouco discreta – pelo lugar onde nos tinha colocado. De seguida, não foi a refeição que ficou amarga, mas os modos com que nos serviam – a garrafa de água deixava sempre um rasto na toalha, os pratos eram depositados secamente à nossa frente escapando-se sempre o barulho do cair que correspondia ao toque com a mesa, a tigela da sopa bate pelo menos quatro vezes num copo.

De resto, e apesar das queixas de um ou outro colega, a refeição estava boa – e eu que não gosto de Pipis… mas a estrela eleite por unanimidade foi, sem dúvida, a sobremesa – tanto o pudim como o gelado eram por si só óptimos, mas a junção dos dois é divinal.

Infelizmente a impressão final ficou tingida pelos modos (ou falta deles).